terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

PORTAS ABERTAS PARTICIPA DE COMISSÃO QUE CONSIENTIZA SOBRE PERSEGUIÇÃO AOS CRISTÃOS EM TODO MUNDO

Portas Abertas participa de comissão que conscientiza sobre a perseguição
INTERNACIONAL


O caso de Asia Bibi foi apenas um dos citados no lançamento da Comissão de Liberdade Religiosa (RLC, sigla em inglês), no dia 4 de fevereiro, em Londres, que tem o objetivo de informar acerca da perseguição aos  cristãos em todo o mundo


A comissão, composta pelas organizações Portas Abertas (Open Doors, em inglês), Release International, Christian Solidarity Worldwide e Aliança Evangélica, permitirá que aqueles que trabalham em nome dos cristãos perseguidos falem a uma só voz.

Falando à BBC antes do lançamento, o bispo anglicano Michael Nazir-Ali, que nasceu no Paquistão e trabalhou no país durante anos como líder cristão, sugeriu que mudanças administrativas poderiam ajudar a resolver a questão em países que apoiam leis de incentivo à perseguição aos cristãos.

A Comissão de Liberdade Religiosa (RLC) pede a intervenção do governo britânico para evitar a limpeza religiosa e perseguição violenta, e está pressionando o Departamento para o Desenvolvimento Internacional a tornar a liberdade religiosa uma prioridade estratégica.

A RLC também solicita a designação de um enviado especial para a Liberdade de Religião ou Crença dentro do Foreign and Commonwealth Office (FCO), que, em uma tradução livre, seria semelhante ao Ministério dos Negócios Estrangeiros e Colaboração. A ideia é que esse enviado elabore um relatório sobre a perseguição em todo o mundo.

Um cristão que sofreu forte perseguição na Eritreia, um dos regimes mais repressivos do mundo, descreveu os ataques contra os cristãos no país: "Hoje, na Eritreia, os cristãos estão sendo duramente perseguidos. Muitos estão presos e regularmente sujeitos à fome, ao trabalho pesado e à solitária”.

“A prisão poder ser um poço subterrâneo ou um contêiner de metal. Medidas de tortura são frequentes. As pessoas são amarradas por ambas as mãos e pernas e penduradas em árvores por horas ou dias. Uma das maneiras de se pendurar um prisioneiro é chamada de ‘Jesus Cristo’, porque se parece com uma cruz”, continuou ele.

"Apelamos fortemente para que a comunidade internacional exerça pressão sobre a Eritreia para a libertação imediata de todos os prisioneiros de consciência”, concluiu.

Há quase 60 anos, a Portas Abertas serve cristãos perseguidos ao redor do mundo. Envolva-se!

Nenhum comentário:

Postar um comentário