segunda-feira, 20 de abril de 2015

NOVAS EXECUÇÕES DOS ASSASSINOS ESTUPRADORES E PEDÓFILOS EXTREMISTAS ISLÂMICOS

Estado Islâmico divulga novo vídeo com execução de 30 cristãos: “Vocês não estão a salvo”

Estado Islâmico divulga novo vídeo com execução de 30 cristãos: “Vocês não estão a salvo”
Uma nova execução bárbara de cristãos, perpetrada pelo Estado Islâmico, foi anunciada pelo grupo terrorista no último domingo, 19 de abril. No vídeo, um porta-voz dos extremistas diz que a perseguição aos seguidores de Cristo continuará até que se convertam ao islamismo.
Segundo as agências internacionais, a autenticidade do vídeo ainda está sendo avaliada, mas o material segue os padrões de propaganda usados anteriormente. Nele, é possível presumir que 30 cristãos foram assassinados decapitados ou com um tiro na cabeça.
“Nossa batalha é a batalha entre a fé a blasfêmia, entre a verdade e a falsidade […] O derramamento de sangue muçulmano nas mãos da religião de vocês não é barato […] Os inimigos do Estado Islâmico não estão a salvo nem em seus sonhos, até que adotem o islã”, afirmou o terrorista, vestido de preto, mascarado e com uma arma na mão.
O vídeo mostra o símbolo da Al-Furqan, uma espécie de assessoria de imprensa do Estado Islâmico, e mostra os fiéis “seguidores da cruz da inimiga Igreja etíope” sendo executados. O primeiro grupo de cristãos assassinados é formado por 15 pessoas, que são decapitadas numa praia. No segundo grupo, outros 15 são executados numa área desértica.
Com 29 minutos de duração, o vídeo mostra alguns dos cristãos que foram mortos explicando que os integrantes do Estado Islâmico ofereceram a chance de ficarem vivos em troca de negarem a Jesus, mas eles recusaram. A segunda opção era pagar uma multa, e eles optaram por dar dinheiro aos extremistas muçulmanos.
Essa é a primeira vez que o Estado Islâmico filma e divulga o assassinato de cristãos etíopes. A Etiópia é um país africano de maioria cristã, em sua maioria, da Igreja Ortodoxa Copta, que está estabelecida na África Oriental desde o século I. Muitos etíopes migram de seu país em busca de trabalho na Europa, e para isso, passam pela Líbia, onde podem ter sido capturados pelos terroristas

sábado, 18 de abril de 2015

Putin blasts treatment of Mideast Christians - Putin detona forma como cristãos são tratados no Oriente Médio

Putin detona forma como cristãos são tratados no Oriente Médio

“Triste que a comunidade internacional agora não consiga defender pessoas que precisam de proteção”

Moscou, Rússia, 16 de abril, Interfax — O presidente russo Vladimir Putin disse que a situação para os cristãos no Oriente Médio é horrível e que a comunidade internacional não está adotando medidas suficientes para protegê-los.
“Quanto ao Oriente Médio e os cristãos, a situação é terrível. Temos falado sobre isso muitas vezes e acreditamos que a comunidade internacional não está fazendo o suficiente para proteger a população cristã no Oriente Médio,” Putin disse aos jornalistas.
Ele reiterou que os cristãos têm vivido no Oriente Médio há séculos e que o Oriente Médio é o lugar em que o Cristianismo nasceu. “É triste que a comunidade internacional agora não consiga defender pessoas que precisam de proteção da comunidade internacional,” disse Putin.

Traduzido por Julio Severo do artigo do WorldNetDaily: Putin blasts treatment of Mideast Christians

sexta-feira, 17 de abril de 2015

ENQUANTO GOVERNOS OCIDENTAIS E ORIENTAIS ABREM AS PORTAS À IMORALIDADE, RUSSIA DÁ EXEMPLO DE CRISTIANISMO.

Putin e o governo russo proíbem pornografia de internet

Theodore Shoebat
O governo russo sob Putin acabou de implementar uma lei que proíbe pornografia na internet, apenas outra indicação da influência cristã que está dominando a sociedade russa (e com muita justiça). De acordo com a reportagem do jornal Los Angeles Times:
Um tribunal russo instruiu Roskomnadzor, a organização estatal de controle da internet na Rússia, a bloquear 136 sites que hospedam “material pornográfico” sob os termos de convenções internacionais assinadas em 1910 e 1923. Linguagem vaga na decisão, primeiramente registrada no jornal Izvestia, significa que toda a pornografia de internet logo poderá ser ilegal na Rússia.
A decisão vem depois que um promotor público do distrito de Apastovksy no Tartaristão citou regulamentos sancionados no início do século XX na Rússia do czar e então na URSS, respectivamente. Todos os sites na lista, inclusive alguns dos mais frequentemente visitados no mundo, devem ser bloqueados nos próximos três dias, relatou Global Voices Online.
O tribunal proibiu a distribuição ilegal de pornografia, embora não conseguisse definir com precisão o que é “distribuição ilegal” de pornografia, significando que milhões de outros sites russos de pornografia poderão logo ser proibidos também.

Essa restrição na atividade de internet é apenas o exemplo mais recente das medidas enérgicas de internet na Rússia desde que Vladimir Putin voltou à presidência em 2012. O Kremlin recentemente sancionou uma “lei sobre blogueiros” que força escritores populares online a registrarem seu endereço residencial no governo, oferece uma recompensa para quem conseguir decifrar o software de anonimato Tor, que é cada vez mais popular, e está forçando empresas ocidentais de tecnologia a coletar e fornecer informações sobre usuários russos de internet.  

quinta-feira, 16 de abril de 2015

TERRORISTAS DO ESTADO ISLÂMICOS SÃO ASSASSINOS, ESTUPRADORES, PEDÓFILOS E ALA NÃO SE AGRADA DELES.

Menina de 9 anos de idade é estuprada por 10 terroristas do Estado Islâmico; E está grávida







Menina de 9 anos de idade é estuprada por 10 terroristas do Estado Islâmico; E está grávida

Limite é uma palavra (e um conceito) que parece não fazer parte do vocabulário dos terroristas do Estado Islâmico. Uma menina de 09 anos de idade, da minoria yazidi, foi estuprada por 10 extremistas islâmicos e ficou grávida.
A notícia estarrecedora correu o mundo na última quarta-feira, 15 de abril, após denúncia feita pelo jornal inglês The Independent.
A minoria étnica yazidi, assim como os cristãos do Iraque, são perseguidos pelos jihadistas, e muitas das mulheres de ambos os grupos foram feitas reféns durante a tomada dos territórios pelo Estado Islâmico.
A criança ficou em cativeiro e foi violentada sexualmente por 10 homens, definidos como “monstros” pelo jornalista Lucandrea Massaro, do site Aleteia. O caso só foi descoberto por causa da intervenção de uma ONG curda, que a resgatou e enviou à Alemanha, onde está recebendo tratamento.
Yousif Daoud, agente humanitário que participou da ação, afirmou que a criança ficou “mental e fisicamente traumatizada” com os abusos sofridos, e não está descartada a hipótese de que ela não consiga superar as memórias da violência sofrida.
“Além disso, ela é tão jovem que pode morrer se der à luz um bebê. A cesariana também é perigosa”, disse Daoud.
Os agentes que a encontraram disseram que ela estava “em péssimo estado”, e precisava de cuidados urgentes: “Tinha sido estuprada por não menos que dez homens, a maioria milicianos na linha de frente, que ‘ganham’ meninas como recompensa”, informou o jornal canadense The Star.
Recentemente, os terroristas libertaram 216 yazidis, dentre eles, aproximadamente 40 crianças, que tinham sido mantidos reféns durante oito meses. A atitude representa, segundo analistas, uma redução da força do Estado Islâmico no Iraque e um recuo devido à pressão que a coalizão internacional vem fazendo sobre o grupo, através de ofensivas militares por terra no Iraque.
A criança estuprada faz parte de um grupo libertado anteriormente, formado por centenas de mulheres e meninas que eram mantidas em cativeiro para serem violentadas pelos animais jihadistas
.

terça-feira, 14 de abril de 2015

EXTREMISTAS MULÇUMANOS ATACAM CRIANÇA DE 15 ANOS.

No Paquistão, extremistas muçulmanos ateiam fogo a menino porque ele disse ser cristão



No Paquistão, extremistas muçulmanos ateiam fogo a menino porque ele disse ser cristão
Um menino de 15 anos de idade foi incendiado em Lahore, Paquistão na última sexta-feira, 10 de abril, por dois homens muçulmanos porque ele disse que era cristão.
Nauman Masih disse que os extremistas o questionaram sobre sua religião, e ao afirmar que era seguidor de Jesus Cristo, foi detido pelos homens. Ao tentar fugir, foi novamente capturado. Os homens jogaram querosene sobre ele e atearam fogo.
Um membro da Associação Cristã Paquistanesa disse ao Christian Today que o jovem estava treinando para ser um alfaiate, e no momento do ataque estava indo para a loja de seu tutor.
Os extremistas estavam mascarados no momento do ataque, e insultaram a mãe e irmãs do garoto antes de atearem fogo nele. No desespero, Nauman se jogou na areia para tentar apagar as chamas.
“Eu estava correndo quando vi um monte de areia no caminho, me deitei na areia, e algumas pessoas da comunidade apagaram o fogo, colocando areia em mim. Fiquei desacordado e chamaram a emergência para virem com uma ambulância”, contou o garoto.
De acordo com os médicos do Hospital Mayo, em Lahore, 55% do corpo de Nauman foi queimado. Embora venha sofrendo com uma febre alta, espera-se que ele tenha uma boa recuperação.
O conselheiro sênior do Ministério Saúde, Khwaja Salman Rafique visitou Nauman e disse à equipe médica para dar ao menino o melhor atendimento possível, segundo relatos do jornal local Tribune Express.
.

domingo, 12 de abril de 2015

Menina de 9 anos fica grávida após ser estuprada por militantes do Estado Islâmico



Idosa Yazidi é socorrida após ser libertada pelo Estado Islâmico Foto:
Uma menina de apenas 9 anos de idade está grávida depois de ter sido sequestrada e estuprada por militantes do Estado Islâmico. A criança é membro da comunidade religiosa Yazidis e foi libertada na última quarta-feira, juntamente com outras 39 crianças. Ao todo, 216 reféns foram liberados. Todos eles permaneceram por mais de oito meses em cativeiro.

Os libertados fazem parte de um grupo de 40 mil pessoas que foram capturadas nos últimos tempos pelo Estado Islâmico. De acordo com o jornal Mirror, milhares de meninas e mulheres foram estupradas, torturadas, forçadas ao casamento e escravizadas pelos militantes.

Estado dos libertados inspira cuidados. Mulheres foram estupradas e escravizadas em cativeiro. Ao todo, 200 Yazidis foram liberados pelo Estado Islâmico Foto: STRINGER/IRAQ / REUTERS
No caso da menina de 9 anos, o voluntário Yousif Daoud afirma em entrevista para o Toronto Star que a criança corre risco de morte se der à luz. "Essa menina é tão jovem, tão pequena, que ela morrerá se tiver o filho. Mesmo com cesariana, é muito perigoso. O abuso que ela sofreu a deixou mentalmente e fisicamente traumatizada", disse Yousif.

Em 2014, membros da comunidade Yazidi fugiram a pé para a Síria por causa dos militantes do Estado Islâmico Foto: AHMAD AL-RUBAYE / AFP
Assim como ela, diversas moças retornaram grávidas. A maioria apresenta problemas de saúde e sinais de abuso e negligência. Líderes comunitários yazidis receberam os libertados. Uma ambulância prestou os primeiros socorros. Os Yazidis são um povo antigo, que seguem a sua própria religião derivada do islamismo, cristianismo e zoroastrismo.

Atualmente, os militantes do Estado Islâmico são alvo de ataques aéreos liderados pelos Estados Unidos e sofrem uma ofensiva terrestre das forças do governo iraquiano.